DISCOGRAFIA

01. POR UM DIA

(Letra e Música de Jorge Fernando)
 

Perguntares como é que eu estou
Não é quanto baste
Quereres saber a quem me dou
Não é quanto baste
E dizeres para ti morri
É um estranho contraste
Nada mais te liga a mim
Tu nunca me amaste

 

Telefonas p’ra saber
Como vai a vida
E mais feres sem querer
Minha alma ferida
E assim rola a minha dor
Pássaro ferido
Que não esquece o teu amor
Estranho e proibido

 
Dizes ser tão actual
Ficarmos amigos
No teu jeito natural
De enfrentares os perigos
Sem saberes que dentro em mim
Ainda arde a chama
Que não perde o seu fulgor
Que ainda te ama

 

Deixa-me só por um dia
Minha fria companhia


[x]